Hoje assinala-se o dia mundial da fome. A fome atinge mais de 820 milhões de pessoas no mundo.

Quando era mais pequena e deixava comida no prato a minha avó chamava-me à atenção e dizia sempre que no mundo havia pessoas que nem aquele pedacinho que eu tinha deixado tinham para comer. Aprendi então desde cedo a servir-me com pouco e a repetir se necessário mas nunca deixo comida no prato. Aprendi também a gerir as sobras e aproveitar o alimento de forma integral.

Desperdiçar menos, comer melhor e adotar um estilo de vida sustentável são chaves para construir um mundo sem fome; FAO defende que escolhas atuais são essenciais para um futuro alimentar seguro; fim da fome é uma das prioridades das Nações Unidas.

A pedido da aplicação Veondapp e da minha amiga Flor, criei uma receita para marcar a importância deste assunto e assim sendo trago-vos uma Tagliatelle com Pangritata. A estrela principal é o pão, um alimento tão nobre, milenar e que está na mesa de todos.

Pangritata é uma receita italiana. Conhecida também como "parmesão de homem pobre", é nada mais, nada menos que pão e alho, envolvidos em azeite, levados ao forno para tostar e depois triturar. Serve-se este preparado com pratos de massa. Eu fiz algumas alterações e juntei noz, cebola e algumas especiarias.

Ingredientes
  • 4 ninhos de Tagliatelle
  • 1 punhado de nozes
  • 2 chávenas de pão aos cubos
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • Oregãos
  • Piri-piri
  • Salsa fresca
  • Sal
  • Azeite
Instruções
  1. Coloca-se a tagliatelle a cozer em água e sal. Depois de cozida, escorre-se e envolve-se só num pouco de azeite, reserva-se. Num tabuleiro dispõe-se o pão, as nozes, os alhos e a cebola. Rega-se tudo com azeite, não muito, e tempera-se com sal, oregãos e piri-piri- Leva-se ao forno a 160ºC até o pão ficar crocante. Depois de sair do forno, pica-se tudo num processador de comida. Serve-se a tagliatelle com a pangritata, salsa fresca picada e um fio de azeite picante.
  2. Podem armazenar em frascos herméticos por uns dias e usar como topping em outros pratos. Por exemplo num creme de cenoura ou num creme de couve-flor.

Receita e imagens desenvolvidas por Luisa Ferreira - Blog Sardinha Fora da Lata